Atriz compra mansão por mais de 200 milhões de reais

Jennifer Lopez vai se desfazer de uma mansão para comprar outra

A atriz e cantora Jennifer Lopez e o noivo, Alex Rodriguez, acabaram de adquiri um imóvel nada modesto à beira-mar em Miami, na região de Star Island.

Segundo a imobiliária ADP Realty, a propriedade coleciona 10 quartos, 12 banheiros, distribuídos em 1.371m² em pisos de pedra e paredes de gesso veneziano. Além disso, a casa tem elevador, sala de estar integrada com a sala de jantar formal, cozinha gourmet, biblioteca, adega e uma grande sala de estar com vista para a piscina.

Não bastasse o luxo dos outros cômodos, a suíte principal conta com uma sala de estar, escritório, duas varandas com vista para a baía, além de um banheiro gigante, um closet mais gigante ainda e banheira personalizada.

Jennifer e Alex colocaram à venda sua mansão em Malibu por US$ 8 milhões, cerca de R$ 41 milhões. A propriedade possui cinco quartos, cinco banheiros, varanda, pátio e espaço ao ar livre.

 

Criança engravida após estupro. Justiça vai decidir sobre aborto

Suspeito de violentar a criança seria um tio e caos vinha ocorrendo há 4 anos

Um coletivo de mulheres lançou um abaixo-assinado para que uma menina de 10 anos, grávida por estupro, em São Mateus (ES) possa recorrer à prática do aborto. A Justiça ainda não se posicionou sobre a questão. E o impasse tem mobilizado organizações de defesa de mulheres e crianças.

Caso da Coletiva Sangra, que apoia causas ligadas ao feminismo e criou um abaixo-assinado em favor da autorização judiciária para o procedimento do aborto da menina de 10 anos. De acordo com Marinava Broedel, secretária de Assistência Social de São Mateus, a interrupção da gestação ainda está em avaliação por parte do Judiciário.

Ao criar a petição, a Coletiva Sangra argumenta que o acesso ao aborto é legal em casos de abuso sexual de crianças, inclusive por a gravidez colocar em risco a vida da menina. No sábado, 8, ela deu entrada em um hospital de São Mateus (ES) acompanhada de uma tia.

Exames comprovaram a gravidez. A menina afirmou que é abusada pelo tio desde os 6 anos de idade. O suspeito ainda não foi localizado.

Nas redes sociais, a hashtag #gravidezaos10mata. Aqui você pode participar do abaixo-assinado para que a menina de 10 anos grávida por estupro possa recorrer ao aborto.

Paulo Guedes fica fraco e perde peças-chave no ministério da Economia

Paulo Guedes vem perdendo peças importante no ministério da Economia

Se antes pareciam saídas pontuais por motivos particulares, o desembarque de mais dois auxiliares importantes do ministro da Economia, Paulo Guedes, compôs o que o próprio chamou de “debandada”.

Desde o início do governo deixaram seus cargos Joaquim Levy (BNDES), Marcos Cintra (Receita Federal), Marcos Troyjo (Comércio Exterior), Rubem Novaes (Banco do Brasil), Caio Megale (Fazenda), e Mansueto Almeida (Tesouro Nacional).

A crise interna na pasta econômica do governo Bolsonaro (sem partido) se agravou nesta semana com a saída de Salim Mattar, secretário especial de desestatização, e Paulo Uebel, responsável pela secretaria especial de desburocratização.

“Hoje houve uma debandada? Hoje houve uma debandada”, disse Guedes a jornalistas nesta terça-feira (11). “Salim falou: ‘A privatização não está andando, prefiro sair’. Uebel disse: ‘A reforma administrativa não está sendo enviada, prefiro sair’. Esse é o fato, essa é a verdade.”

Na quarta-feira (12), Bolsonaro publicou no Facebook um texto em defesa das privatizações e do teto de gastos públicos. Como a pandemia não dá sinais de arrefecimento e a vantagem imediata do auxílio sobre a popularidade do presidente tem se mostrado considerável, assegurar o benefício emergencial ganhou primazia sobre pautas do campo liberal, como as privatizações.

ENTENDA OS MOTIVOS

Há uma série de fatores envolvendo a saída dos auxiliares de Guedes, como reformas emperradas no Congresso ou engavetadas pelo presidente Bolsonaro, falta de vontade de política para privatizar, embate entre rigor fiscal e de ampliação de gastos públicos, disputas com o campo político, projetos que não saem do papel, recessão econômica, cultura do compadrio em Brasília e a crise fiscal agravada pela pandemia de covid-19.

A atual debandada é, para alguns analistas políticos, um marco de virada na trajetória econômica que começou com a agenda liberal defendida por Guedes ainda na campanha eleitoral, a exemplo do plano de vender todas as estatais, algo rejeitado desde as eleições pelo próprio Bolsonaro, cujo perfil estatista despertava desconfianças sobre quão liberal seria seu governo.

Ao longo do mandato, promessas e previsões do ministro da Economia, que falava em crescimento anual de até 5% depois da aprovação da reforma da Previdência e déficit zero em um ano, confrontaram-se com a deterioração econômica do país, que passou de crescimento fraco em 2019 (de 1,1% do PIB) para recessão em 2020, com queda projetada de 11% do PIB no segundo trimestre em meio à crise do coronavírus.

Veja matéria completa em https://www.bbc.com/portuguese/brasil-53754781

Personal é morta a facadas por vizinhos. Motivo: ser bonita

Andressa foi morta a facadas por vizinhos em São José do Rio Preto (SP)

Andressa Serantoni, de 28 anos, foi esfaqueada por vizinhos na tarde desta quarta-feira (12) em São José do Rio Preto (SP). A Personal trainer não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Segundo informações da imprensa local, Sidileide se incomodava com os olhares do marido para a personal.

Segundo a Polícia Militar, Andressa discutiu com um casal de vizinhos antes de ser assassinada. Equipes do Batalhão de Ações Especiais de Polícia (BAEP) foram acionadas e compareceram ao local do crime.

De acordo com testemunhas, a discussão de Andressa com a vizinha, Sidileide, de 44 anos, aconteceu na calçada, em frente à sua residência. A personal trainer flagrou a mulher a filmando com um celular e foi tirar satisfações.

Joel, de 38 anos, ouviu sua esposa discutindo e foi até a calçada armado com uma faca. Segundo a polícia, o homem golpeou Andressa por diversas vezes.

Os moradores, por sua vez, relataram que Joel atacou Andressa primeiro e, já caída, ela foi esfaqueada por Sidileide. A jovem foi golpeada na região do pescoço e no tórax.

“Os moradores mostraram onde os suspeitos moravam e os policiais pularam o muro e entraram na casa deles. Por uma janela, percebemos que eles estavam no interior da casa, mas eles se recusaram a abrir a porta. Após arrombarmos o local, o casal foi encontrado”, disse o tenente Felipe Guimarães.

No momento da abordagem, o casal estava com os quatro filhos pequenos dentro de casa. Com a mulher os policiais encontraram R$ 6.100 em dinheiro.

O casal foi levado para a Central de Flagrantes. Aos policiais, eles se recusaram dizer o motivo da discussão com Andressa. A faca usada no crime foi encontrada na garagem da casa deles. Os dois foram presos em flagrante por homicídio qualificado por motivo fútil.

Vacina da Rússia só será utilizada depois de passar em todos os testes

Vacina da Russia teve milhares doses comercializadas no mundo

O governador do Paraná, Ratinho Júnior, e o embaixador da Rússia no Brasil, Sergey Akopov, oficializaram ontem a parceria para que a vacina contra a Covid-19 desenvolvida no país europeu seja produzida no estado. O imunizante, batizado de Sputnik V, foi anunciado terça-feira,11, como o primeiro do mundo a ter a comercialização autorizada, mas gerou desconfiança na comunidade científica internacional por ainda não ter passado por todas as etapas de testes necessárias.

O diretor-presidente do Instituto de Tecnologia do Paraná, Jorge Callado, disse que o governo do estado já assinou um memorando de entendimento com o governo russo. Agora, segundo ele, um grupo de trabalho começará as tratativas técnicas para aquisição e a produção da vacina.

“A produção só começará após a aprovação de todos os órgãos regulatórios, como a Anvisa e a Comissão Nacional de Ética e Pesquisa. E, claro, com a consonância da OMS, que é fundamental. Não teremos passos apressados, nem vamos queimar etapas. Vamos seguir todas as etapas técnico-científicas necessárias”, garantiu Callado, em coletiva de imprensa.

O secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Hélio Angotti Neto, afirmou ontem que a pasta pretende usar a primeira vacina que se mostrar eficiente e segura contra o novo coronavírus. Segundo ele, o fato de o governo federal ter fechado parceria com o projeto em desenvolvimento pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca não exclui as outras opções:

“Se há 15 opções de vacina, e essas 15 ajudarem o nosso povo, o governo vai atrás das 15. Não há problema nenhum no fato de ter um acordo com um determinado parceiro que nós fechemos acordo com outros. Não há impedimento nesse aspecto.”