Governo e Sebrae irão implementar empreendedorismo nas escolas

Parceria prevê capacitação de professores pelo Sebrae, para a aplicação da metodologia

Incentivar o desenvolvimento do espírito empreendedor em jovens estudantes maranhenses, tendo como princípio o empreendedorismo como ferramenta transformadora. Esse é um dos objetivos do projeto ‘O despertar de futuros empreendedores’, fruto da parceria firmada entre o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), e o Sebrae Maranhão.

Durante o lançamento do projeto, ocorrido na terça-feira (28), além da assinatura do Termo de Parceria, foram apresentados os conteúdos e materiais didáticos que serão trabalhados durante todo o ano letivo, através da metodologia ‘Despertar’, desenvolvida pelo Sebrae.

O secretário adjunto de Educação Integral e Profissional da Seduc, André Bello, explica que metodologia será implementada, primeiramente, em 48 Centros Educa Mais – que são escolas pilotos no estado na implantação do Novo Ensino Médio – e nas unidades vocacionais do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA).

“É um momento muito especial para a Secretaria de Educação e também para o Sebrae porque nós estamos firmando uma parceria importante, que visa fomentar a cultura empreendedora nos jovens maranhenses e com a implementação do novo Ensino Médio, abre um novo leque de oportunidades, que flexibilizam o ensino. Assim nós temos opções, tempo e espaço para implementar projetos como esse. Os projetos chamados ‘empreendedores’”, disse André Bello.

CAPACITAÇÃO

A parceria prevê a realização de capacitação de professores pelo Sebrae, para a aplicação da metodologia, com o acompanhamento permanente de técnicos da instituição. Metodologia essa que trabalha uma visão ampla do empreendedorismo, trabalhando a formação de jovens empreendedores e a disseminação de valores como: cooperação, cidadania e ética, por meio de práticas pedagógicas específicas como: leitura, trabalhos de campo, além da realização de uma edição da Feira Jovem Empreendedor.

“Nós vamos promover formações para nossos professores, capacitá-los para que eles possam atuar nesse projeto da cultura empreendedora. Na prática serão ações que incluem: aulas, práticas experimentais, ações internas e externas voltadas para o empreendedorismo. O nosso objetivo central e a longo prazo é que tenhamos, aqui no Maranhão, instituído o espírito empreendedor nos nossos jovens, porque é necessário e o crescimento do estado passa por isso”, reafirmou o secretário adjunto.

Para o diretor superintendente do Sebrae Maranhão, Albertino Leal, essa é uma parceria de extrema importância, pois possibilita aos estudantes maranhenses pensarem o mercado de trabalho de uma forma diferente, o que é muito importante para o momento pelo qual o país passa.

“Nós queríamos agradecer ao governador Flávio Dino e à Secretaria de Educação que está fazendo essa parceria confiando no Sebrae. Nós confiamos que com esse trabalho a gente consiga oferecer uma qualidade de vida maior para os nossos alunos, no futuro, para as famílias deles, pois eles vão pensar diferente. Eles não vão pensar dentro de uma caixinha, eles vão pensar que é possível empreender. Empreender no serviço público, empreender em empresas, criando um movimento salutar que vai proporcionar um futuro melhor para o estado do Maranhão”, afirmou Albertino Leal.

COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR

A priori a expectativa é capacitar mais de 300 professores em todo o estado, trabalhando de forma criativa e inovadora, com linguagem e estratégias adequadas e alinhadas à realidade local, às necessidades de mercado e às tendências pedagógicas atuais, onde estudantes e professores serão levados a desenvolver atitudes e comportamentos empreendedores, em um processo que beneficiará não só as unidades escolares como também a sociedade em geral.

O professor de Língua Portuguesa do Centro Educa Mais Dorilene Silva Castro, Carlos Eduardo Costa, acredita que essa possibilidade de incluir o empreendedorismo nas escolas será uma oportunidade muito grande para os estudantes descobrirem novas formas de trabalho, já que eles são muito criativos e têm ‘gana’ por ter suas próprias coisas e uma necessidade muito grande de buscar aquilo que eles desejam.

“Através do empreendedorismo eu acredito que isso vá possibilitar fomentar cada vez mais esse desejo neles, pois como vimos aqui não basta sonhar, tem que fazer isso acontecer. E eu acredito que essa parceria, essa iniciativa, vai ajudar muito nossos estudantes para que eles alcancem novas formas, novos rumos e também possam incentivar os familiares, irmãos, primos, porque quando os amigos, por exemplo, perceberem que eles estão alcançando novas coisas, também vão se sentir motivados para isso. É uma oportunidade muito grande para os professores se descobrirem empreendedores, o que vai ser uma forma de até ter uma renda extra”, disse o professor.

“Esse é um projeto ousado, mas que vem na hora certa, porque os Centros, principalmente os Centros Educa Mais, já trabalham o sonho do aluno, o futuro, e trabalhando agora o empreendedorismo fica muito mais fácil para ele se encontrar. A gente tem que motivar esses alunos, precisamos abraçar esse projeto de uma iniciativa tão bonita, tanto do Governo do Estado, quanto do Sebrae e que vai facilitar muito a vida dos nossos jovens que, às vezes, não têm muita oportunidade no mercado de trabalho. Ele já vai sair com um direcionamento, um foco, do que ele pode fazer, ele não vai se sentir tão perdido”, concluiu a gestora geral do Centro Educa Mais Almirante Tamandaré, Christiane Praseres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *